Soneto ainda sem nome

largeUma caneta falha, um papel gasto
Uma mente nova, mas cansada
Por mim passou a madrugada
E o ofício permaneceu casto

As rimas se foram com o dia
A noite trouxe escuridão da mente
Nenhuma tentativa foi suficiente
Para construir minha poesia

A noite está escura e calma
Contrariando a minha alma
Que está triste e frustrada

Sei que hoje produzirei nada
Mas antes de dormir me comprometo
Para amanhã, meu projeto: Um soneto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: