Algo que era sem ser

Tudo parecia normal em relação as coisas e perfeito em relação a mim, eu estava ao lado de quem amo e ouvia todo dia que era correspondida, metaforizando, nas minha manhãs pássaros cantavam em ritmo perfeito e a noite as estrelas se alinhavam com o brilho mais lindo, nunca minha vida tinha atingido um nível tão agradável, eu me sentia especial, amada.
Diziam-me que tudo que é bom dura pouco, talvez me alertando, mas para mim aquilo era mais do que somente “bom”, ou seja não se incluía na regra, éramos um casal perfeito.
Mas uma mentira sempre é descoberta e os “eu te amo” que eu ouvia eram todos exemplos dessas mentiras, foi tudo mundo rápido, mas foi o suficiente para deletar sonhos, e tudo mudar radicalmente, ele disse que nunca havia me amado e não sabia porque havíamos começado, a pior sensação é você descobrir que foi iludida e infelizmente só temos uma forma de descobrir isso..
Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras, mas as palavras machucam com a mesma intensidade que as imagens “falam”, talvez eu tenha me entregue demais ao relacionamento, mas se eu fiz isso é porque ele me deu confiança o suficiente, e quando eu percebi, dei valor para algo que não era verdadeiro, de qualquer forma eu havia me acostumado a viver daquela forma, ao lado dele, e tudo foi destruído porque ele não teve coragem de fazer as coisas por partes, foi em um dia um “eu te amo” e no outro “acabou”, como se nada tivesse acontecido.
Concordo que todos têm o direito de acabar um relacionamento, não é esse o caso, o que não aceito é ser iludida, é simples, não ama, não demonstra, a diferença entre amor não correspondido e ilusão é que um você tem conhecimento e o outro não.
Tudo foi jogado fora e ele mostrou que apenas brincou com meus sentimentos, mas o problema maior não é esse, o problema é que o meu “eu te amo” era verdadeiro, e continua sendo..

Obs.: Esse texto é pura ficção, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência [Fonte: 500 dias com ela].

Anúncios

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Susana
    jul 19, 2010 @ 20:33:40

    Olá Iasmin!Procurando por uma imagem encontrei seu blog.Achei muito interessante o seu ponto de vista aos 13 anos.Também tenho um blog, quando puder dê uma passada lá!Abraço!

  2. Martha Gonzaga
    jul 21, 2010 @ 18:03:27

    AI AI AI … FAZER O QUE SE ELA VIVE E ESCREVE O QUE NÃO VIVEU?!!!! MAS TEM ALGO DE ALGUÉM BEM AIIIII … TE AMO

  3. iasminmendes
    jul 22, 2010 @ 15:45:59

    Muito obrigada (:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: