Cobiçado anonimato

Sabe, muitas vezes, o que queremos mesmo é ser esquecidos, não necessariamente por termos cometido um crime grave, mas apenas pela necessidade de ter um pouco mais de paz. Todos sonham com liberdade, mas ela não é o suficiente quando o que queremos mesmo é que ninguém lembre quem somos e julguem os atos que fizemos, quando queremos só o silêncio como companhia, nada de pessoas para apontar os defeitos e decidir quais são nossas qualidades, escassas ao ver deles.
Quando queremos esquecer das regras, nos declarar para quem amamos e depois nada de consequências ruins, pois os atos foram anônimos como nós, entretanto às coisas não são assim, descumprir regras, não fazer obrigações e principalmente falar coisas que as pessoas acham ridículas geram vários problemas posteriores e sempre você vai estar sendo apontado por dedos que também são apontados pelos seus erros, porque a vida é assim, fazemos as coisas, mas temos que aceitar suas consequências.
Foi pensando nisso que um dia me veio a cabeça, mas se todos fossemos anônimos além de não sermos julgados pelos nossos erros, não teriamos os méritos dos nossos acertos, os fatos brilhantes não teriam donos, e vendo pro esse lado, realmente as coisas tem dois lados, por exemplo, se nosso corpo fosse insensível não sentiríamos a dor de um tiro, mas também não sentiríamos um abraço, um carinho, e seguindo esse pensamento talvez a falta desse carinho doesse muito mais que o tiro que não sentiríamos.
Claro que ainda podemos fazer coisas anônimas, mas nada como queríamos, nos declarar pela internet não é tão especial quanto dizer um ‘eu te amo’ na cara, olho no olho, o que anonimamente nós poderíamos fazer, mas de qualquer forma ele não ia poder dizer que sentia o mesmo, pois nós não passaríamos de anônimos.

Anúncios

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Daniela Pinto
    jun 25, 2010 @ 06:24:16

    Belissimo texto Iasmin,lindo miguxa =*

  2. Marina
    jun 25, 2010 @ 20:16:08

    Eu ainda não havia encontrado um texto que descrevesse tão bem minha atual sensação, mas eu sei que tenho força, vontade e necessidade de sair desse anonimato, que esta me privando de ser e ter aquilo que eu mais desejo…
    Parabéns, foi como se você tivesse ido fundo na minha alma, de um geito que nem eu ultimamente tenho feito:)

  3. iasminmendes
    jul 13, 2010 @ 01:17:18

    Fico lisonjeada de um comentário tão intenso de alguém tão quieto, obrigada :D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: